LISTA DE EXERCICIOS - EXAME FINAL

LISTA DE EXERCICIOS-Prof-eduardo-3G-3H-3I--.doc (68608)

 

- Conteúdos do primeiro bimestre

 

Atividade 04

Vamos ler o conto proposto e responder as questões de fixação - A vida em Oblivion.ppsx (3244533)

 

Atividade 03

Cidades Mortas é um livro de contos do escritor José Renato Monteiro Lobato, que nasceu em Taubaté, no ano de 1882. Os contos são ambientados em uma cidade do interior de São Paulo, no vale do Paraíba, e são de cunho regionalista.

As personagens dos contos são típicos brasileiros, e os acontecimentos e situações que os envolvem são cômicos e engraçados, com a intenção de fazer uma crítica sutil aos valores da sociedade e ao comportamento das pessoas. Em alguns momentos, os contos também são um tanto saudosistas, quando o autor recorda acontecimentos de sua infância, e em outros momentos trazem desfechos surpreendentes.

O livro foi publicado em 1919 pela Revista Brasil, e nas edições seguintes foram acrescentando-se alguns novos contos. O título do livro é também o título de um dos contos, datado de 1906.

Os contos que fazem parte deste livro são:

  1. Cidades mortas

  2. A vida em oblivion

  3. Pertubadores do silêncio

  4. A vidinha ociosa

  5. Cavalinhos

  6. A noite de são joão

  7. O pito do reverendo

  8. Pedro pichorra

  9. Cabelos compridos

  10. O resto da onça

  11. Por que lopes se casou

  12. Júri da roça

  13. Gens ennuyeux

  14. O fígado indiscreto

  15. O plágio

  16. O romance do chopim

  17. O luzeiro agrícola

  18. A cruz de ouro

  19. De como quebrei a cabeça à mulher do melo

  20. O espião alemão

  21. Café café

  22. Toque outra

  23. Um homem de consciência

  24. Anta que berra

  25. O avô de crispim

  26. Era no paraíso

  27. Um homem honesto

  28. O rapto

  29. A nuvem de gafanhotos

  30. Tragédia de um capão de pintos

 

UM HOMEM DE CONSCIÊNCIA

 

  1.      Chamava-se João Teodoro, só. O mais pacato e modesto dos homens. Honestíssimo e lealíssimo, com um defeito apenas: não dar o mínimo valor a si próprio. Para João Teodoro, a coisa de menos importância no mundo era João Teodoro.

  2.      Nunca fora nada na vida, nem admitia a hipótese de vir a ser alguma coisa. E por muito tempo não quis nem sequer o que todos queriam: mudar-se para terra melhor.

  3.      Mas João Teodoro acompanhava com aperto de coração o desaparecimento visível de sua Itaoca.

  4.      – Isto já foi muito melhor, dizia consigo. Já teve três médicos bem bons – agora só um, e bem ruinzote. Já teve seis advogados e hoje mal dá serviço para um rábula ordinário como o Tenório. Nem circo de cavalinhos bate mais por aqui. A gente que presta se muda. Fica o restolho. Decididamente, a minha Itaoca está se acabando…

  5.      João Teodoro entrou a incubar a ideia de também mudar-se, mas para isso necessitava dum fato qualquer que o convencesse de maneira absoluta de que Itaoca não tinha mesmo conserto ou arranjo possível.

  6.      – É isso, deliberou lá por dentro. Quando eu verificar que tudo está perdido, que Itaoca não vale mais nada de nada de nada, então eu arrumo a trouxa e boto-me fora daqui.

  7.      Um dia aconteceu a grande novidade: a nomeação de João Teodoro para delegado. Nosso homem recebeu a notícia como se fosse uma porretada no crânio. Delegado, ele! Ele que não era nada, nunca fora nada, não queria ser nada, não se julgava capaz de nada…

  8.      Ser delegado numa cidadezinha daquelas é coisa seríssima. Não há cargo mais importante. É o homem que prende os outros, que solta, que manda dar sovas, que vai à capital falar com o governo. Uma coisa colossal ser delegado – e estava ele, João Teodoro, de-le-ga-do de Itaoca!

  9.      João Teodoro caiu em meditação profunda. Passou a noite em claro, pensando e arrumando as malas. Pela madrugada, botou-as num burro, montou no seu cavalinho magro e partiu.

  10.      Antes de deixar a cidade, foi visto por um amigo madrugador.

  11.      – Que é isso, João? Para onde se atira tão cedo, assim de armas e bagagens?

  12.      – Vou-me embora, respondeu o retirante. Verifiquei que Itaoca chegou mesmo ao fim.

  13.      – Mas como? Agora que você está delegado?

  14.      – Justamente por isso. Terra em que João Teodoro chega a delegado, eu não moro. Adeus.

  15.      E sumiu.

(Monteiro Lobato, CIDADES MORTAS. 12a Edição. São Paulo,   Editora Brasiliense, 1965)

Questionário 01

Feito a leitura, resolva estas questões, de acordo com o texto:

1. O texto de Monteiro Lobato retrata uma cidade que teve seus grandes dias na cultura do café. Pouco a pouco, entretanto, a cidade foi-se acabando. Dentre as alternativas abaixo qual a que explica a debilidade de Itaoca:

a.(  ) A deficiência dos meios de transporte impedia o escoamento da produção do café.

b.(  ) As pessoas mais cultas mudavam-se, buscando o conforto das grandes cidades.

c.(  ) O enfraquecimento das terras fazia o eixo econômico deslocar-se para outra região.

d.(  ) Os cargos importantes foram dados, por abuso de poder político, a pessoas incapacitadas.

 

2. O autor descreve João Teodoro como homem pacato, modesto, honesto, leal. Qual destas características poderia também fazer parte dessa descrição?

a.(  ) otimista       b.(  ) derrotista          c.(  ) idealista      d.(  ) conformista

 

3. João Teodoro resistiu à idéia de mudar-se, mas essa decisão não era definitiva. Em que situação ele se mudaria?

a.( ) Quando não tivesse mais ninguém morando na cidade.

b.( ) Quando a cidade voltasse a ser o que era antes.

c.( ) Quando algum fato o convencesse de que a cidade não oferecia mais motivo para continuar morando nela.

d.( ) Quando a cidade não tivesse mais nem médicos e advogados.

 

4. No entender de João Teodoro, as atribuições do delegado são: “…que prende os outros, que solta, que manda dar sovas, que vai à capital falar com o governo.” Ele está:

a.(  ) certo, pois são essas as atribuições de todo delegado, de acordo com a Lei.

b.(  ) errado, pois os delegados só podem prender ou soltar pessoas mediante autorização do juiz; não podem autorizar nenhum tipo de castigo corporal, psicológico ou mental.

c.(  ) certo, porque são os delegados que decidem tudo o que deve ser feito na cidade onde atuam.

d.(  ) errado, porque são do governador essas atribuições.

 

5. Dê o significado dos verbos destacados nas frases abaixo:

a. Nem circo de cavalinho bate mais por aqui.

_____________________________________________________

b. João Teodoro entrou a incubar a ideia de também mudar-se. ______________________________________________

 

6. Dê o significado das seguintes palavras que aparecem no texto:

a. pacato (parág. 1) ________________________________

b. rábula (parág. 4) _________________________________

c. restolho (parág. 4) _______________________________

 

7. Explique a diferença de sentido entre:

a) ser delegado ______________________________________

b) estar delegado ____________________________________

 

Questionario 02

1- Em qual pessoa o texto é narrado?

2 – Qual o nome da personagem principal do conto

3 – Cite algumas de suas características:

4 – A personagem nunca fora nada na vida, nem admitia a hipótese de vir a ser alguma coisa. Mas tinha uma coisa que ele fazia, acompanhar de coração apertado o que?

5 - João Teodoro entrou a incubar a idéia de também mudar-se, mas para isso necessitava de que?

6 - Um dia aconteceu a grande novidade. Qual foi?

7 – No final da história, João Teodoro se muda da cidade? Qual foi o motivo?

 

Atividades 02

Nesta aula vamos estudar um pouco sobre a obra: "Triste Fim de Policarpo Quaresma", do autor Lima Barreto. Agora vamos ler e copiar o resumo no caderno clicando no link:   educacao.globo.com/literatura/assunto/resumos-de-livros/triste-fim-de-policarpo-quaresma.html  

Vamos ler o resumo e responder as perguntas que seguem abaixo:

1 - De acordo com o primeiro parágrafo, quem é policarpo Quaresma?

2 - Por que a personagem Policarpo causa estranheza em seus vizinhos?

3 - Além de se dedicar ao estudo de violão, estudava uma lingua. qual?

4 - Qual foi o auge de seu amor pela pátria?

5 - Como consequência desse Ofício que enviou ao governo, Policarpo foi internado! onde?

6 - Na segunda parte do livro, retirado da cidade, surge em Policarpo uma nova paixao. Qual?

7 - Na terceira parte do livro, Policarpo volta para a cidade. Ele é convidado pelo Marechal Floriano para ingressar na revolta que havia se instalado na região e é listado com qual posto (hierarquia)?

8 - Com o fim da revolta. Policarpo é preso. Qual foi o motivo de sua prisão?

9 - Na prisão, Policarpo faz um questionamento a si mesmo. Comente!

10 - Ao ouvir na prisão que seu padrinho era um traidor, Olga resolve deixá-lo lá. Por que?

 

- Conteúdos do segundo bimestre

Atividade 07   

Nesta aula vamos reler o texto - "Macunaima", página 69 do livro e utilizar o gabarito para analisar a copiar as respostas   

Texto - MACUNAÍMA - PDF.pdf (260073)

 Respostas - Macunaima.pdf (218626)

 

Atividade 06

Nesta aula vamos estudar sobre a Semana da Arte Moderna - 1922   semana da arte moderna - 1922.doc (3194368)

 

Atividade 05

Vamos uma pesquisa na Internet sobre o Dadaísmo, observar algumas obras e responder passadas no quadro em seu caderno!    

 

Atividade 04

Vamos ler os slides sobre o Surrealismo, observar algumas obras e responder as questões no caderno!   Surrealismo 04.pdf (2507041)

 

Atividade 03

Vamos ler os slides sobre o Expressionismo e responder as questões no caderno!      

expressionismo-03.pdf (3275989)

 

Atividade 02

Nesta aula, vamos ler os slides sobre o Futurismo e responder as questões no caderno!      futurismo 03 - STE.pdf (539443)

 

Atividade 01

Nesta aula vamos estudar sobre as vanguardas europeias, movimentos que acabaram por inciar o Modernismo no Brasil no ano de 1922. abra os slides abaixo e bons estudos

vanguardas.ppsx (5192406)

 

- Conteúdos do terceiro bimetre

Lista de exercicios para a prova do 3º Bimestre - gabaritada

Lista de exercicios para a prova - 3 ano (2) (1).doc (49152)

Atividade 04

 

Atividade 03

Guimarães Rosa  -  Resumo do livro: Sagarana   -  educacao.globo.com/literatura/assunto/resumos-de-livros/sagarana.h

Guimarães Rosa - Conto: O Burrinho Pedres  -  vestibular.brasilescola.com/resumos-de-livros/o-pequeno-burrinho-pedres.htm

Guimarães Rosa - Sagarana  -  Texto para trabalho:   A-hora-e-vez-de-augusto-matraga.doc (39936)     -     (faça o dowload) 

 

Atividade 02

Clarice Lispector: Resumo da obra: A Hora da Estrela   -   educacao.globo.com/literatura/assunto/resumos-de-livros/a-hora-da-estrela.html

Clarice Lispector      -     texto 01-exercico-a hora da estrela.doc (50688)

 

Atividade 01

João Cabral de Melo Neto  -  Vida e Obras  -    pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Cabral_de_Melo_Neto

 João Cabral de Melo Neto  -  Texto 01   morte_e_vida_severina - ANALISE DA OBRA - PDF.pdf (123543)   <= Faça o download

                                        -  Texto 02   mortevidaseverina - PDF.pdf (133131)     <= Faça o download

João Cabral de Melo Neto   -  Exercicios - Morte e Vida Severina.doc (53248)

 

- Conteúdos do quarto bimestre

Atividade - Simulado II - Novembro

Exercícios concretismo neoconcretismo Eduardo.doc (72704)

 

 

GABARITOS DAS ATIVIDADES.doc (29696)

Atividade 08

O MENINO QUE CARREGAVA ÁGUA.doc (44544)

 

Atividade 07

3 ANO - Conto A Dor.doc (28672)

 

Atividade 06

 

Atividade 05  

 

Atividade 04    

Atividade - Neoconcretismo.doc (206336)

 

Atividade 03

Ler as questoes e copiar no caderno  -  Atividade - concretismo.doc (40960)

 

Atividade 02

Ariano Suassuna: O auto da Compadecida

O AUTO DA COMPADECIDA.doc (46080)     -      (faça o dowload) 

 

Atividade 01

Atividade 3 ano.doc (112128)

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!